09/04/2009

OS DEZ MANDAMENTOS


Os dez mandamentos são o coração da lei mosaica, sancionado por Jesus Cristo. Mais do que simples leis são princípios que orientam para uma nova compreensão e prática de vida. cobrem todo o campo da vida religiosa e moral.
1º Adorar a Deus e amá-lo sobre todas as coisas. Esse Deus é o único verdadeiro. Daí a proibição de servir a outros deuses.
2º Não invocar o santo nome de Deus em vão. Proibição de usar o nome de Deus em vista de coisa vã ou falsa, o que inclui qualquer uso abusivo do nome divino, desde o jurar em falso a práticas obscuras, como magia e maldição. O nome de Deus não pode nunca ser aduzido para gerar opressão ou injustiça, a nível de pessoas ou grupos.
3º santificar os Domingos e festas ou guarda. O sábado, como sugere o sentido da palavra hebraica, é para parar, é para descansar tal como o criador fez outrora. Só assim será consagrado ao Senhor.
4º Honrar pai e mãe e outros legítimos superiores. Honrar ou glorificar os pais é reconhecer-lhes a sua real importância de instrumentos de Deus, fonte de vida, mesmo quando são velhinhos e antes do respeito devido a outros poderes e autoridades.
5º Não matar nem causar outro dano, no corpo ou alma, a si mesmo ou ao próximo. Claro e curto é o mandamento central. Visa proteger a vida. Condena quem mata (pessoa, grupo ou sistema), seja morte instantânea ou lenta. E há vidas que mais parecem mortas.
6º Guardar castidade nas palavras e obras (não cometer adultério). Iniciar prioritariamente sobre o respeito pela relação matrimonial. Há que respeitar a própria família e também a família do outro.
7º Não furtar. Raptar alguém é roubar-lhe a liberdade; mas a proibição abarca toda a espécie de frutos de bons de outrém; isolados ou organizados, feitos às claras ou sob outros pretextos (lucro, desvios, leis e económicas...).
8º Não levantar falsos testemunhos. Proíbe dizer mal dos semelhantes, difamar o próximo, fugir ao encargo de depor em favor do restabelecimento da verdade. Condena a corrupção na administração da justiça que colecciona falhas, atrasos, se escuda no legalismo e dá demasiado ouvidos à riqueza e poderes.
9º Guardar castidade nos pensamentos e nos desejos.
10º Não cobiçar as coisas alheias. Proíbem a cobiça a todos os níveis e sob todas as formas. Destronam o ambicioso pessoal e também qualquer sistema que adopte como meta transcendente o ter mais, incentivando espertesas e tramas, idolatrando a riqueza.

Sem comentários:

Enviar um comentário