17/11/2010

A Origem do Mal




A serpente era o mais astuto de todos os animais que Javé Deus havia feito.
Ela disse à mulher: "É verdade que Deus disse que não deveis comer de nenhuma árvore do Jardim?" A mulher respondeu à serpente: "Nós podemos comer dos frutos das árvores do jardim. Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus disse: Não comereis dele nem lhe tocareis, de contrário, morrereis".(...)
Expica a condição pecadora de todos os seres humanos mediante esta imagem exemplar da origem. O mal não pode proceder de Deus; virá do homem. Para que este não fique esmagado com o seu peso e mistério, parte proceder de Deus; virá do homem. Para que este não fique esmagado com o seu peso e mistério, parte da responsabilidade recai sobre essa enigmática criatura, serpente ou demónio, que seduz e tenta.
Deus é o Senhor absoluto e o seu projecto é a vida do homem. Ao cair no egoísmo, o homem revela-se contra o plano de Deus, esboça o seu próprio projecto, pretende guardar só para si a liberdade e a vida, quando estas coisas o transcendem. E encontra-se perante a escravidão e a morte. Em vão se tenta justificar; lançando as culpas para cima dos outros. A perturbação instala-se entre os humanos e entre estes e a Natureza. Neste clima gerado pelo mal, que tende a multiplicar-se e a expandir-se, o caminho já não leva à vida, mas à morte.

Sem comentários:

Enviar um comentário