11/12/2010

A Justiça que Deus quer

É importante o contacto do patriarca com Jerusalém, que pré-anuncia a vastidão do Reino e o papel que essa capital havia de desempenhar, a partir de David.
Justiça não é dar a todos a mesma medida, mas a cada um segundo as suas necessidades.
(Génesis, 17,24)
Acreditar é confiar
A fé de Abraão está posta à prova; as promessas tardam em realizar-se. Deus desafia novamente Abraão com a promessa. Abraão pede um sinal e apoiado na palavra divina, acreditou (teve fé) em Javé; isso lhe valeu como justiça (v.6). Acto de confiança nas promessas do Senhor, a fé exprime verdade, fidelidade e firmeza. A justiça, além de virtude moral, é o acordo harmonioso e perfeito com a palavra divina que gera vida e prosperidade.
Notemos que só Javé(labareda, tocha de fogo) passa entre as vítimas, a dizer do Seu empenho exclusivo em realizar o prometido. 
(Génesis 1,21)
A verdade como caminho
Todo o homem é um peregrino da verdade, e como é difícil esta peregrinação! No entanto, esta pertence sempre ao objecto.
"Eu sou o caminho , a verdade e a vida" 
(Jo. 14,16)

Senhor Jesus só tu és o caminho para seguir.
Só tu és verdade pr'a dizer.
Senhor cativa-me.
A todos Jesus enviou o espírito que os move interiormente a amarem a Deus com todo o coração, com toda a alma, com todo o espírito e com todas as forças e a amarem-se uns aos outros como Cristo os amou. 
(L. G. 40)
Todos os nossos medos, angústias e interrogações fazem parte integrante do nosso "ser" e do nosso "crescer".
No Amor não há temor.
Antes, o perfeito amor lança fora o temor.
(JO. 4, 18)